FAQs sobre a Ferramenta

Por meio do nosso software desenvolvido para realização de ações de relações públicas, disponibilizamos mailings de Imprensa brasileira e América Latina, Blogueiros, Podcasts, Correspondentes Internacionais, Influenciadores digitais, Governo e instituições de Terceiro Setor. Além disso, temos disparador de releases por e-mail e rastreador de publicação na imprensa de releases disparados. E mais! Disparo esporádico de informações para a imprensa brasileira.

Desenvolvemos projetos especiais de Media Room, Sala de Imprensa, LGPD Room e RI Room: Relações com Investidores Room, e o W-Max: Gestão de Comunicação por WhatsApp. Conheça nossos cases!

O acesso ao software (login) se limita à quantidade de usuários contratados, sabendo que cada usuário é identificado por um e-mail registrado em Painel Administrativo cuja liberação de acesso depende exclusivamente de quem contratou, sendo impossível acesso simultâneo com o mesmo login.

Colaboradores de quem contratou o serviço que, limitando-se à quantidade de usuários contratados, usem endereço de e-mail institucional. É impossível acessar o software usando como login e-mails como gmail.com, uol.com, hotmail.com, etc.

O valor a ser pago dependerá da combinação dos produtos, bem como do tempo de vigência de licenciamento de cada produto, além de quantidade de usuários, quantidade de domínios de login e espaço em disco. Clique aqui para solicitar uma proposta agora.

Quem contrata os serviços I’Max tem acesso a suporte técnico remoto durante todo o contrato, nos dias úteis, das 9h às 18h, por meio dos seguintes canais: WhatsApp, telefones (11) 3090-6119 ou (11) 3341-2800 ou e-mail suporte.vip@i-maxpr.com.

A utilização e manipulação dos dados do software I’Max estão alinhadas com os termos e diretrizes da Lei Geral de Proteção de Dados (Lei 13.709/2018), podendo os recursos do software sofrerem desdobramentos de acordo com a aplicação da lei.

Não. Não existe download de informações para Excel, já que os dados dos jornalistas precisam ser mantidos sobre os alicerces de consentimento, transparência e cibersegurança, elegidos pelo I’Max. Uma vez que o dado é exportado, o jornalista não tem mais como moderá-lo e o I’Max garantir, por exemplo, o direito dele de não receber mais conteúdos.

O que vendemos é um licenciamento para acessar os dados de jornalistas e eles têm todo o direito sobre a remoção, a qualquer instante. Além disso, o I’Max provê todo tipo de ferramenta para tratar o contato do jornalista. Por exemplo, se você precisar gerar etiquetas, o sistema traz um mecanismo para que você faça isso. Se for necessário disparar e-mail, isso também é feito pela ferramenta. Não sendo necessário, assim, o uso de planilhas para quaisquer fins.

É necessário um domínio corporativo que foi comprado por uma entidade para que, caso haja algum tipo de reclamação jurídica, os meios de registro de domínio possam identificar o responsável por aquele conteúdo.

O domínio pelo qual é divulgada uma informação é o responsável legal por ela. Por exemplo, se uma agência disparar conteúdo falso de um cliente ou divulgar uma informação que o cliente não queria, ela é responsável legalmente pelas informações.

Ao passo que, em um domínio público, você não tem uma identidade reconhecida para poder se tornar responsável em um processo. Quando você compra um domínio, fornece dados. Então, globalmente, é possível saber quem é a pessoa ou a empresa responsável pelo domínio, e ela passa a ser responsável pelo conteúdo que transita por e-mails dentro daquele domínio.

Você terá acesso à pesquisa da plataforma, mas poderá visualizar apenas as informações dos contatos incluídos na licença de uso contratada.

Por exemplo, caso o seu contrato contemple o Mailing de Imprensa para uma região do Brasil, você poderá ver os dados completos de todos os jornalistas nela e utilizar a plataforma para enviar releases a esses contatos (se o plano tiver disparo de e-mails), mas não terá acesso às informações (como telefone, e-mail e outros detalhes) dos jornalistas das outras regiões do país.

Não, mas a nossa ferramenta de criação de e-mails é completa e oferece opções de edição de texto, inserção de imagens, anexos e links. No entanto, você pode utilizar o mecanismo de transformar o arquivo de Word em e-mail ou subir uma peça pronta em HTML copiando o código da mesma na ferramenta.

Algumas aplicações de controle de dados estão disponíveis apenas no Google Chrome e são importantes para manter a segurança na navegação e a privacidade.

Por questões de proteção dos nossos usuários, a plataforma do I’Max usa essas funções para a execução do sistema e, com isso, torna-se necessária a utilização do Google Chrome.

Sim. O resultado dos e-mails enviados pela sua conta estará à sua disposição na área de relatórios e você terá acesso a todas as métricas, como a data e o horário do envio, o usuário da conta que realizou o envio, a taxa de entrega do e-mail, a quantidade de abertura e lista de todos os contatos que abriram seu e-mail, a quantidade e a lista de contatos que não leram o conteúdo, o número de cliques e também a lista de pessoas que clicaram na sua peça.

Quando você visualizar, na plataforma I’Max, a mensagem de acesso suspenso, saiba que há um contrato em curso, mas detectamos alguma pendência administrativa ou financeira que impede a continuidade do uso. Entre em contato com o Suporte I’Max.

O Key Account, responsável legal ou contato financeiro, é quem deve fiscalizar e gerir quem acessa o software. É a figura dentro da agência ou da empresa que administra as outras contas e não necessariamente é um usuário do sistema, mas pode ser.

Por meio do Painel Administrativo, o Key Account valida os usuários ativos. Tal acesso deve ser feito em www.i-maxpr.com, imputando o e-mail do Key Account no campo login.

O registro SPF (Sender Police Framework) e a chave DKIM (DomainKeys Identified Mail) são configurações que devem ser realizadas no seu domínio corporativo para autenticar que os e-mails disparados pela plataforma I’Max são de sua propriedade e autoridade.

Sem a realização dessas configurações, muitos servidores não vão reconhecer o seu domínio como o remetente das mensagens e, consequentemente, podem enviar seus e-mails para a caixa de spam dos destinatários ou até não entregá-los. Por isso, é fundamental configurar o SPF e o DKIM para garantir uma melhor taxa de entrega e performance dos disparos.

Fale com nossos especialistas

Preencha o formulário

ou ligue para

11