28/02/20 12:07 ●

Jogos interativos ajudam na fisioterapia e sociabilidade de idosos

O uso de jogos interativos, ou "gameterapia", ganha cada vez mais espaço em clínicas e espaços dedicados à terceira idade.

Ela aponta que a utilização do videogame na reabilitação faz com que os idosos tenham mais motivação. A cada ponto conquistado ou fase superada, o idoso consegue visualizar de forma muito interativa e rápida, fazendo com que as terapias se tornem mais lúdicas e leves. 

- Isso ajuda a humanizar o tratamento, muitas vezes doloroso e exaustivo, além de possibilitar acessibilidade para pacientes com deficiência. Muitos movimentos que o paciente, às vezes, não consegue mais realizar, através do jogo consegue vivenciar novamente aquela atividade ou movimento há muito tempo não executado - afirma a fisioterapeuta.

Vanessa explica que alguns estudos científicos mostram que os games ajudam, tanto em adultos quanto em idosos, no aumento das atividades do hipocampo (responsável pela memória), córtex pré-frontal dorsolateral (que controla o planejamento, a tomada de decisões e a inibição) e cerebelo (responsável por atuar no controle e no equilíbrio motor).

Ela acrescenta que a escolha dos jogos a serem utilizados dependerá dos objetivos que o terapeuta estabelece para cada paciente. 

- Os principais consoles utilizados e mais acessíveis são WII e o X- Box, porém temos outros tipos e há também a possibilidade de desenvolvimento de jogos para programas específicos de reabilitação, porém o custo é mais elevado - explica.

O gerente executivo do Residencial Clube Leger, Vinícius Neves, ressalta que este tipo de atividade é difundida nos principais centros de tratamentos de idosos nos EUA.

- Muitas instituições norte-americanas mantêm uma grade fixa com este tipo de programação. Vamos fazer o mesmo aqui no Residencial Leger, acontecendo, neste primeiro momento, às quartas. Além dos aspectos clínicos, temos uma ótima resposta em termos de socialização e do senso de competitividade saudável que ajuda a ativar a autoestima - relata Neves.  

Vanessa alerta que a uso dos jogos tem de ser colocado dentro de um planejamento visando os objetivos traçados e observando os bons resultados que possam gerar.

- Mesmo divertidos, os movimentos, quando mal executados, podem até agravar a situação. Além disso é muito importante ressaltar que a os jogos não substituem a fisioterapia convencional, mas complementa o tratamento.

Contatos dos assessores:

Receba por e-mail o contato dos assessores.

Enviar
Desejo receber informações de marketing.
  • residencial club leger
  • residencialclubleger.com.br/

  • O Residencial Club Leger está localizado na zona oeste de São Paulo no terreno da chácara Te-chaga-ú do casal Andrea e Giorgio Moroni, endereço tradicional do high society paulistano nos anos 70 e 80, hoje administrado pelo Grupo Leger, empresa do setor de medicina preventiva e cuidados estéticos que atua há mais de 10 anos no mercado com unidades em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e na praia de Ipojuca em Porto de Galinhas, onde administra um SPA no ENOTEL Resort. O residencial sênior do Grupo Leger conta com equipe experiente no cuidado do idoso e profissionais com experiência internacional na administração de instituições de longa permanência para idosos.

    Pensado para oferecer mais qualidade de vida para a terceira idade, o Residencial Club Leger foi cuidadosamente desenhado pelos arquitetos Carlos Mauad e Andrea Dellamonica, conhecidos no ramo hoteleiro pela participação nos projetos do Beach Park/CE e do próprio Enotel/PE, entre outros. O Brasil aproxima-se cada vez mais da pirâmide etária da Europa, onde os cidadãos com mais de 60 anos são a maioria da população. A idade avançada dificulta encontrar os amigos e as reuniões de família tornam-se cada vez mais raras devido a turbulada agenda do mundo moderno, de forma que essa parcela da população tende a isolar-se.

    O antigo modelo de casa de repouso era muito procurado para hospedar idosos que não podiam mais morar sozinhos e precisavam de atenção 24 horas. Hoje em dia as instituições de longa permanência para idosos são muito mais um centro de convívio do que um asilo. Grande parte dos moradores de um residencial senior precisa não de uma assistência de saúde integral, mas de um espaço onde ele possa participar de eventos sociais e sentir-se integrado, com uma rotina que o faça manter o interesse na vida e em continuar cuidando da sua saúde para aproveitar sua aposentadoria.

    No entanto, o Residencial Club Leger também está preparado para receber idosos que precisam de um cuidado especial, mantendo a disposição uma equipe multidiscplinar com médico, enfermeiro, técnico de enfermagem e cuidador de idoso 24 horas por dia. Além disso, profissionais especializados como fisioterapeutas, psicólogos, psiquiatras e nutricionistas ajudam a manter a saúde em dia para que os hóspedes mantenham-se sempre ativos e tenham mais qualidade de vida. Nossa unidade de atendimento de emergência conta ainda com táxi aéreo a partir do heliponto construído dentro do Residencial, com transporte rápido para os principais hospitais de São Paulo. Tudo para garantir conforto, saúde e bem-estar.

    Nosso objetivo é manter o idoso ativo, com o melhor conforto possível, de uma forma assistida, com segurança, mas também com uma rotina de atividades com eventos culturais, musicoterapia, atividade física assistida e uma alimentação saudável e balanceada.