02/03/20 15:36 ●

Grendene registra lucro líquido de 495 milhões de reais em 2019

No período, a companhia vendeu 150,8 milhões de pares de calçados

No último trimestre de 2019, a receita líquida foi de 665,7 milhões de reais (10,3% a menos que no 4T18), com a comercialização de 49 milhões de pares. Nesse período, a Grendene foi responsável por 36,5% das exportações brasileiras de calçados, mas teve uma queda de 22,6% no volume vendido fora do país ante 2018, afetados por redução na demanda de Estados Unidos, Argentina, Paraguai e Bolívia.

De outubro a dezembro, o Ebit ficou em 150,8 milhões de reais, queda de 15,3% na comparação com o mesmo período de 2018. No acumulado de 2019, o indicador foi 22,6% inferior a 2018, totalizando 353,5 milhões de reais.

Os resultados foram impactados pela queda dos volumes e pelo cenário econômico internacional, com a persistência de diversas barreiras à importação e entraves burocráticos. "Já colocamos em prática um plano de ação para retomar nosso crescimento tanto no mercado interno como no externo, como reforçar o relacionamento com o trade, ajustar a política de comercialização e o portfólio com o incremento de novos arquétipos, ampliar a área de atuação na exportação, com a contratação de novos distribuidores e substituição daqueles com baixa performance", afirma Luiz Antônio Moroni, diretor de Relações com Investidores da Grendene. 

Ao longo do ano passado, a empresa deu continuidade ao projeto de expansão de franquias do Clube Melissa fora do país, com dez unidades inauguradas na Sérvia, Singapura, Tailândia, Indonésia, Argentina e Croácia. No primeiro semestre deste ano, está prevista a abertura de mais 10 unidades.

Também avançou o projeto de Omnichannel da Melissa, lançado no primeiro semestre de 2019. Até o momento, mais de 21 clubes estão aptos a atenderem de forma integrada na modalidade de prateleira infinita, retirar na loja ou entrega expressa. Até março, todos os Clubes Melissa devem estar integrados a esse modelo. 

A geração de caixa operacional em 2019 foi de 426,8 milhões de reais e os dividendos propostos correspondem a um payout de 53,9% (dividendos e juros sobre capital próprio dividido pelo Lucro após a constituição de reservas legais) e dividend yield de 3,3%.

Desenvolvimento Sustentável

Ao longo dos últimos anos, a Grendene avançou em sua jornada de sustentabilidade, com melhoria da eficiência no processo produtivo, redução da pegada ambiental, uso de material reciclável e de fonte renovável, instalação de painéis de energia solar na fábrica de Sobral e capacitação de funcionários.

Todos os calçados da Grendene estão registrados pela Vegan Society, o que comprova que os calçados produzidos não contêm nenhum componente de origem animal em sua composição e que não são testados em animais. A empresa também recebeu o selo Biobased, que certifica que os produtos da marca Ipanema contêm em sua composição de 20% a 40% de material de origem renovável.

Em 15 de outubro de 2019, Dia do Consumo Consciente, os mais de 300 Clubes Melissa, bem como a Galeria de São Paulo, esvaziaram as prateleiras e dedicaram a data para dialogar sobre a pauta de sustentabilidade. Nestes locais, foram disponibilizados coletores para o descarte correto dos pares que estão sem nenhuma opção de uso; reuso (doação); e troca. Estes pontos são permanentes em todos os canais oficiais da marca, inclusive nas Galerias New York e Londres e unidades fabris.

Ainda no ano passado, a companhia ampliou para todos os municípios onde tem unidade o projeto Educação para o Desenvolvimento Sustentável, realizado em escolas públicas com o objetivo de estimular estudantes a serem agentes de mudança em suas escolas, casas e comunidades.

Contatos dos assessores:

Receba por e-mail o contato dos assessores.

Enviar
Desejo receber informações de marketing.
  • grendene
  • www.grendene.com.br/

  • Somos uma das maiores fabricantes de calçados do mundo. Nossa primeira unidade fabril foi fundada no município de Farroupilha (RS), em 1971. Atualmente, contamos com mais  três unidades no Ceará, nos municípios de Fortaleza, Sobral e Crato e uma unidade na Bahia, em Teixeira de Freitas; além de três Galerias Melissa (lojas conceito), localizadas em São Paulo, Nova Iorque e Londres.

    Com mais de 19 mil funcionários, somos detentores de marcas como Melissa, Rider, Grendha, Ipanema, Zaxy, Cartago e Grendene Kids, além de uma linha de licenciamentos que contempla celebridades e personagens infanto-juvenis. Produzimos calçados para o mercado interno e externo, atendendo ao público feminino, masculino e infantil. As exportações contemplam mais de 100 países, cobrindo todos os continentes.