28/02/20 16:51 ●

Recursos metodológicos para contação de histórias bíblicas na catequese infantil

Um livro de aplicação prática da ação de contar histórias de uma forma consciente, estruturada e criativa


“Contar histórias é partilhar experiências, nossas e de outrem.” Walter Benjamin

A PAULUS Editora lança a obra “Recursos metodológicos para contação de histórias bíblicas na catequese infantil”, escrita pelo psicólogo, catequista, escritor, compositor e contador de histórias Rogério Bellini. O livro busca mostrar a importância e a utilidade das histórias bíblicas contadas na catequese infantil para o desenvolvimento educativo da criança na fé. A presente publicação propõe ainda um modo criativo de evangelizar através de atividades lúdicas e do uso de materiais reciclados, mostrando para as crianças a importância da sustentabilidade.

Com esse viés, a publicação visa auxiliar o catequista a enriquecer ainda mais a metodologia utilizada na catequese, especialmente no que diz respeito à transmissão da Palavra de Deus, por meio da contação de histórias. Na obra, o leitor receberá dicas de como contar uma história; como desenvolver os elementos essenciais de uma narrativa, sugestões de recursos reciclados para enriquecer a contação; sugestões de históricas bíblicas e também um passo a passo de desenhos e moldes de personagens bíblicos.

Neste caminho de aprendizado, o conteúdo relaciona a contação de histórias e a aprendizagem na catequese infantil. A publicação aponta habilidades que o catequista deve ter ao contar histórias e a identificar diferentes maneiras de narrações. Para iniciar o diálogo, Rogério Bellini levanta as seguintes questões na obra: Por que contar histórias bíblicas na catequese? Trata-se apenas de um recurso pedagógico a ser aplicado? É um meio de manter os ouvintes atentos?

Para Bellini, contar histórias faz parte da vida dos seres humanos desde os tempos mais remotos, segundo ele, contar histórias, ao contrário do que muitos pensam, não é unicamente um dom, mas uma habilidade que se adquiri com técnica e prática. Com isso, a arte de contar história acaba aproximando as pessoas da Igreja, bem como estabelece ligações interpessoais e conexões emocionais através de uma narrativa.

Segundo Bellini, uma contação de história deve ser interativa, visual, capaz de despertar emoções, utilizando palavras e recursos audiovisuais para transmitir um conteúdo e compartilhar conhecimento. O autor ainda ressalta na publicação que as histórias são formas fantásticas de catequizar, pois levam o ouvinte a mergulhar na Palavra de Deus. Com elas, é possível se envolver, se emocionar e aprender.

Além disso, Rogério lembra que a contação de história contribui para o bom relacionamento entre criança e adulto, facilita o aprendizado, desenvolve a linguagem e amplia o vocabulário, estimula a imaginação e a criatividade, desperta o senso crítico, tranquiliza, diminui a ansiedade e a agressividade. Pois, para Rogério Bellini, todo catequista deseja que a mensagem da Boa-Nova chegue de forma simples, clara, mas ao mesmo tempo contagiante e capaz de tocar o coração dos catequizandos.

Rogério Bellini é graduado em Psicologia, com especialização em Pedagogia da Cooperação, é também catequista, escritor, compositor e contador de histórias. Atualmente dedica-se à Comissão de Animação Bíblico-catequética da Arquidiocese de Sorocaba-SP. Pela PAULUS Editora, publicou Jogos e brincadeiras para a catequese e Vamos rezar juntos?

Contatos dos assessores:

Receba por e-mail o contato dos assessores.

Enviar
Desejo receber informações de marketing.
  • paulus editora
  • www.paulus.com.br/

  • A PAULUS Editora é uma editora multimédia ao serviço do Evangelho e da cultura cristã, utilizando os meios mais modernos, as técnicas mais eficazes e uma organização que permita investir em novos projectos, procurando a promoção integral do homem actual.
    A PAULUS procura também promover a vida em todas as suas formas e dando atenção aos principais problemas da família.
    O desenvolvimento do sector bíblico é igualmente prioritário, sobretudo a divulgação e a formação bíblica.